21 março 2007

A chegada da Primavera em terra que é Flor


A chegada da Primavera sempre foi e será um momento para festejar. O Equinócio de Primavera é um acontecimento muito comemorado em várias culturas onde a nossa Páscoa vai buscar algumas raízes.
Numa vila que é Flor, a chegada de Primavera tem um significado especial. Quando D. Dinis passou pela Póvoa de Além Sabor a caminho de um encontro amoroso nas Terras de Miranda, deve te-lo feito nesta altura do ano, porque decidiu mudar-lhe o nome. No foral concedido em 24 de Maio de 1286, pelo próprio D. Dinis, é imortalizado o nome - Vila Flor.
Os tempos mudaram. Ninguém passa por estas terras de charrete a caminho de um encontro amoroso, com noivas do outro lado da fronteira. Mas, a terra, mantém o mesmo encanto, o mesmo colorido, o mesmo perfume.
A mostrá-lo está este bouquet em versão moderna, (Wallpaper) de flores selvagens, que eu "colhi" durante o mês de Março.

2 comentários:

Esmeralda disse...

Olá!
Li que hoje se comemora o dia mundial da poesia...
Como não pretendo ser uma verdadeira poetisa, (hoje é dia de todos e, como de "poetas e loucos...") perco a vergonha, e, ouso - só neste dia...
(o sistema informático "foi abaixo" e aproveitei):

Mas afinal o que é ser poeta?
O que olha o azul? O céu? O mar?
Viver sonhos impossíveis
Que em maré, poderá concretizar...

Não, não é fácil versejar,
Escrever com tal condão!
Mas o que me importa agora é:
Saborear com embalo e ternura
Os versos de uma canção!

Não sei porque me dispus
A escrever com ligeireza,
É bom descobrir qu` este exercício
Afugenta qualquer tristeza!

Poeta é ser diferente ou igual
Não importa a condição!
É ser de encanto e beleza
Que faz "milagre" em diferenças
E as tranforma num enorme coração!
Abraço
EL

Esmeralda disse...

Olá!
(porque ontem tive de interromper...)

A Primavera chegou
Chegou mesmo a valer!
Oxalá tenha vida o blogue
Por isso, eu estou a torcer!

Bela está a composição
De flores campestres, sim senhor!
De parabéns está o "mestre"
Que a elaborou com todo o amor!

(esta estava na gaveta)

Tu és...

Tu és
Imensidão arrebatadora
Com mescla de verde-azul,
Luz que brilha nos meus olhos
Prateada de emoções,
Infinitamente doce
Com murmúrios de embalar,
Revigorante melodia
De graciosidade assídua,
Com propensão para amar...
Tu és...
O Fiel Depositário
Do Cofre dos meus Sonhos...

(talvez este poema, feito há 10 anos, explique o quanto gosto do mar e o azul...)

Aníbal, assim também se agradece o teu trabalho...
Abraço
EL