29 junho 2007

Tílias nas ruas de Vila Flor


Quando falamos de Tília dá a impressão que estamos a falar de uma das plantas mais vulgares, pois toda a gente já ouviu falar no chá de Tília. Na verdade, as coisas não são bem assim. Pelo nome de Tília são conhecidas algumas dezenas de espécies. Para simplificar, há duas espécies europeias, a Tília cordata e a T. platiphyllos. Nos nossos jardins podemos encontrar estas ou outras espécies (como a Tilia tomentosa), vindas da Ásia, da Sibéria ou da América. Estas plantas são muito utilizadas em jardins por várias razões: são rústicas não necessitando de muita água; crescem bem isolada; aguentam com facilidades os cortes que lhe são feitos (por vezes verdadeiros assassínios); podem ser orientadas, cruzando os ramos, que com o tempo se unem; deitam folhas abundantes fornecendo uma boa sombra; quando estão floridas espalham um cheiro agradável; formam bonitas alamedas; algumas podem viver quase mil anos; no Inverno perdem a folha permitindo que a pouca luz ilumine melhor os espaços.

As suas folhas alternadas captam com facilidade a luz do sol mas o mais curioso está nas suas flores. Elas agrupam-se em cachos, unidos numa longa bráctea verde clara, difundindo um odor muito agradável. A floração dá-se em Junho e são muito procuradas para secar e posteriormente fazer o famoso chá de Tília, com propriedades a nível do sistema nervoso. Melhora a qualidade do sono. É um calmante natural por excelência.
Em Vila Flor há muitas Tílias, nem todas da mesma espécie. Há-as no Jardim do 7.ºCentenário, na Avenida Marechal Carmona, em volta do Mercado Municipal, na Rua Dr. Oliveira Salazar, junto ao Centro de Saúde e na Praça da República, entre outras. É na Praça da República que se pode admirar o mais belo conjunto, uma vez que há dezenas de Tílias, verdes e floridas, que emprestam ao local uma frescura bem diferente daquela que vivemos durante o Inverno. Foi aí que me encontrei com elas, nesta época de Santos Populares, contrastando com o colorido dos enfeites.

1 comentário:

Esmeralda disse...

Olá

Por mais que o tempo me falte,
Há sempre razão pr'áqui vir:
Que linda IMAGEM da barragem:
Dá SAUDADES...ALENTO pr'ó DEVIR...
Parabéns! Obrigada!
Abraço
Esmeralda