25 janeiro 2008

Maravilhas de Inverno

Cansado do nevoeiro, desloquei-me ao Santuário de Nossa Senhora da Assunção. Apesar do ar frio, saboreei alguns momentos com um sol esplêndido, admirando outros cumes que despontavam como mastros de navios, acima da bruma de um imenso mar de nevoeiro. De volta a Vila Flor, foi o orvalho da beira da estrada que me chamou à atenção. A vegetação rasteira estava enfeitada com colares de pérolas a que só faltavam alguns raios de sol para ofuscarem a objectiva com tanta beleza.

5 comentários:

Li Malheiro disse...

Olá.
Muito belo. o que nós podemos ver quando nos aproximamos das coisa simplesmente orvalhadas.
É de ficar meditando nesta simplicidade e na força que ela transmite.
Uma imagem vale a lição que dela se tira.
Lá por Parambos também se comenta muito o novo visual, está uma surpresa.
Surpreendente.
Abraço.
Li Malheiro

Esmeralda disse...

Olá
Rever-vos...aqui

Que belo reservatório aéreo de esperança para a vida do ser....
Queria agarrar uma gota para a sentir; retenho-me para a preservar; acredito que unidas nos libertarão... da incerteza... da continuidade....
Apareçam. Unam-se. Salvem-nos.
Abraço
Esmeralda

Guedesnet disse...

é mesmo uma maravilha.
tozé guedes

Xo_oX disse...

Mas que interessante... três transmontanos adoraram as Maravilhas de Inverno: um vive perto do Porto, outro perto de Lisboa, o terceiro, no caminho entre os dois primeiros! Conto convosco amigos. Estas descobertas também são em vosso nome.
Abç

Maria Avelino disse...

Foi um prazer navegar por esta página .

Como amante de fotografia que sou ( raramente saio sem levar uma máquina) não pude deixar de admirar as fotos expostas em todo o Blog e a qualidade das mesmas.
Vim até aqui num link tirado do Fungi, porque também gosto mt de cogumelos... e acabei por dar uma olahdela geral.
Os meus parabéns