01 novembro 2016

Já se passaram 10 anos

É verdade, já decorrem 10 anos desde que começou a aventura À Descoberta de Vila Flor.  A data do aniversário é 3 de setembro, mas este ano não tive direito a bolo ou champanhe para a festa. Mesmo assim, sem festa e em data atrasada, não quero deixar de fazer o balanço de mais um ano decorrido.
Já vai longe o entusiasmo inicial, de percursos semanais, cada vez mais distantes, percorrendo o vales mais recônditos ou o cume dos montes. Os anos vão passando e fui-me acomodando, a "descobertas" que exigem menos esforço, mas que deixam muito a desejar no prazer da descoberta. Já há muito afastado da bicicleta, restam os percursos pedestres, com muito poucos caminhos para descobrir. A parte mais saborosa destes anos foi quando ninguém me conhecia. Fazia os percursos, vibrava com as fotografias, escrevia as reportagens como quem fazia um diário,revivendo cada metro percorrido ou cada fotografia tirada. Não esperava nada de ninguém, nem ninguém esperava nada de mim. A partir de certa altura tornei-me mais urbano e o contacto com as pessoas nem sempre é motivante para darmos mais de nós.
Com a facilidade com que se publica e se descarta a informação nas redes sociais, escrever um texto com o mínimo de coerência e estrutura torna-se uma tarefa pesada. A diferença deu-se quando comecei a escrever para os outros, mais do que para mim. A fraca frequência com que o blogue foi actualizado contrasta com o dinamismo da página do Facebook que administro, que já soma alguns milhares de seguidores. Mas não é a mesma coisa. É verdade que é no facebook que estão as pessoas, mas também é aí que tudo é volátil, descomprometido e falso, de certa forma.
Das poucas caminhadas que fiz durante um ano houve uma que merece destaque. Tratou-se de uma ida de Freixiel à Quinta do Pobre, durante o mês de março. Percorrer mais uma vez o vale da Cabreira, numa altura em que a vegetação despertava do seu sono invernal foi muito entusiasmante. As condições atmosféricas também contribuíram, com alterações significativas desde o sol à chuva "molha tolos", terminando a caminhada com um fantástico céu azul pincelado de nuvens brancas.
De 3 de setembro de 2015 a 3 de setembro de 2016 aconteceram grandes alterações na minha vida e na da minha família. Momentos delicados, uns felizes, outros nem tanto, mas que mereceram prioridade sobre a actividade de "vagabundo" fotográfico, no concelho de Vila Flor e fora dele. A prova de hoje estar aqui, a escrever, é a de que segui em frente e estou preparado para o 11.º ano, à procura de singularidades que me surpreendam, me arrepiem, que me façam sentir que vale a pena viver aqui.
À semelhança dos anos anteriores, é a altura de dar uma vista de olhos aos números.
Números do 10.ºano:
Páginas vistas - 15.117
Visitantes -  10.598
Comentários - 8
Postagens - 5
Km percorridos em BTT - 0
Km percorridos a pé -  34
Fotografias tiradas - 9.671
Fotografias publicadas -  15


Números totais (10 anos):
Páginas vistas - 771,713
Visitantes - 365.062
Comentários - 1 896
Postagens - 1 157
Km percorridos em BTT(10 anos) -  2.297
Km percorridos a pé (6 anos) -  952
Fotografias tiradas - 161.320

1 comentário:

Félix disse...

obrigado por me trazer quando vos lei-o de volta ao meu "cantinho". Sempre da para matar as saudades a quem esta longe. Espero que assim seja para muitos anos mais.
abraço